19 de OUTUBRO: DIA NACIONAL DE COMBATE A SÍFILIS

Devido ao aumento do número de casos de sífilis no Brasil, o Ministério da Saúde elegeu o 3º sábado de outubro como o dia Nacional de combate a sífilis. O objetivo é alertar a população sobre a importância da prevenção, diagnóstico e tratamento da doença.

A sífilis é uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Treponema pallidum. Pode ser transmitida através das relações sexuais sem camisinha, transfusão de sangue, contato com sangue contaminado e também para o bebê durante a gestação e o parto.

A sífilis pode ser uma doença silenciosa e ser descoberta apenas através de um exame de sangue ou apresentar sintomas como a presença de uma ferida indolor na vagina, pênis, ânus ou boca, manchas na pele ou sintomas neurológicos ou cardiovasculares.

As gestantes portadoras da doença podem transmití-la para o bebê.

Na gestação a doença pode causar aborto, parto prematuro, mal formação fetal, cegueira, surdez, deficiência mental e/ou morte do bebê.

O diagnóstico pode ser realizado através de um exame de sangue ou por coleta de material da úlcera genital (quando esta está presente). Nos postos de saúde é possível realizar o chamado teste rápido, cujo resultado fica pronto em apenas 30 minutos.

Todas as pessoas sexualmente ativas devem realizar o teste para diagnosticar a sífilis.

Todas as gestantes devem realizar o teste na 1ª consulta do pré-natal, no 3º trimestre da gestação e no momento do parto (independentemente de exames anteriores).

A sífilis é tratada com uso de antibióticos e tem cura. Faça seu exame!

 

Dra Ivana Fernandes Souza

Ginecologista

Professora do Curso de Medicina da Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL)

Membro da Associação Brasileira de Ginecologia da Infância e Adolescência (SOGIA)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *