Faça sua pesquisa:

Exames e
procedimentos

+

A maioria das mulheres, desde a adolescência, ouvem falar sobre a importância de se consultar periodicamente com um ginecologista, o chamado “médico da mulher”. No entanto, grande parte delas só procura atendimento quando surgem sintomas de algumas doenças. Mas é bom ter em mente que a atuação do ginecologista vai além disso!

Por essa razão, vamos responder algumas perguntas que são frequentemente realizadas dentro dos consultórios ginecológicos. A partir de agora, você poderá saber um pouco mais sobre uma das especialidades mais procuradas na Clinifemina. Boa leitura!

Qual é a atuação do ginecologista?

O ginecologista é o médico especializado na saúde reprodutiva e sexual da mulher. Isso significa que ele atua na prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças do sistema reprodutivo da mulher, desde a infância até a maturidade, cuidando ainda das mulheres após a menopausa.

Além disso, este especialista também se dedica ao acompanhamento da gestação e do parto, em uma área conhecida como obstetrícia. Os obstetras conduzem toda a rotina de exames pré-natal, cuidando de perto da saúde da mãe e do desenvolvimento do bebê.

Quais os tratamentos realizados pelo ginecologista?

Até pouco tempo atrás, acreditava-se que só era preciso procurar um ginecologista no início da vida sexual e quando, eventualmente, a mulher ficasse grávida. Ainda bem que essa crença mudou e hoje este especialista está presente na rotina de cuidados de saúde de boa parte das mulheres.

Entre os tratamentos e acompanhamentos realizados por um médico ginecologista, vamos destacar os mais comuns e recorrentes:

  • Avaliação de desenvolvimento e orientações sobre sexualidade: especialmente na pré-adolescência e na adolescência, é fundamental que haja consultas para avaliar o desenvolvimento da menina e instruí-la a respeito do início da vida sexual, seus cuidados e consequências;
  • Exames preventivos: check-up periódico indicado para serem avaliadas as condições de saúde da mulher, com possibilidade de diagnóstico precoce de doenças, o que facilita o tratamento e aumenta consideravelmente as chances de cura;
  • Planejamento familiar: A decisão de ter ou não um filho — e quando isso vai ocorrer — cabe à mulher e seu parceiro. No entanto, escolher o melhor método anticoncepcional depende de uma avaliação profissional, que só um ginecologista é capaz de fazer;
  • Acompanhamento da gestação: Quando o ginecologista também atua como obstetra, ele pode acompanhar desde a preparação da mãe antes de engravidar e toda a rotina pré-natal até o parto e o puerpério;
  • Tratamento de doenças: Desde ocorrências como endometriose e ovários policísticos até infecções do trato genital inferior, todas as patologias relacionadas à saúde feminina podem ser tratadas por um ginecologista;
  • Acompanhamento no climatério: O cuidado de um médico ginecologista pode ajudar a atravessar essa fase de forma mais natural, encontrando a melhor alternativa para combater os sintomas de aproximação da menopausa;
  • Ultrassom: Mais comum no acompanhamento pré-natal, o médico ginecologista também pode realizar exames de ultrassonografia, seja na rotina de exames preventivos ou quando há queixa de algum sintoma específico pela paciente.

Quais os sinais de que é hora de procurar um ginecologista?

Como dissemos há pouco, manter visitas regulares ao ginecologista é uma das melhores formas de prevenir doenças ou, ao menos, diagnosticá-las precocemente. Por essa razão, independentemente de apresentar sintomas de uma ou outra natureza, é importante sempre manter as consultas em dia.

No entanto, há alguns sinais que podem indicar que é preciso procurar um especialista o mais breve possível. Os principais deles são:

  • menstruação atrasada ou irregular;
  • corrimento (especialmente se tiver coloração esverdeada ou mau cheiro);
  • dor ou ardência ao urinar;
  • dor durante as relações sexuais;
  • sangramentos fora do período menstrual;
  • alterações nas mamas;
  • cólicas menstruais muito fortes.

Como é a consulta com o ginecologista?

Sabemos que muitas mulheres ainda têm um certo tabu — e até medo — de visitar o ginecologista, sobretudo na primeira consulta. Pensando nisso, elaboramos um artigo que fala especificamente sobre este tema.

De maneira geral, a consulta se baseia em uma conversa sobre as dúvidas e sintomas da paciente e, dependendo do caso, a realização de alguns exames clínicos, como papanicolau ou toque vaginal, que são feitos no próprio consultório.

Se você está em busca de um ginecologista em Florianópolis, aproveite para conhecer os especialistas da Clinifemina. Nosso corpo clínico é altamente qualificado e está sempre  pronto para atendê-la e orientá-la da melhor maneira possível. Entre em contato com a nossa equipe de atendimento via WhatsApp para saber mais sobre nossos ginecologistas e tratamentos.

Agendar exame

Ginecologia e Mastologia