Clinifemina

  (48) 3223-3031

Seg. à Qui. 07h45 min às 19h
Sex 07h45 min às 18h30 min

  (48) 3223-3031

Seg. à Qui. 07h45 min às 19h
Sex 07h45 min às 18h30 min

  (48) 3223-3031

Seg. à Qui. 07h45 min às 19h
Sex 07h45 min às 18h30 min

Crianças com intolerância à lactose: Como orientar os pais.

Crianças com intolerância à lactose: como orientar os pais

 

O único tratamento contra a intolerância à lactose é evitar os derivados do leite. No entanto, com um filho pequeno, pode parecer complicado trocar o leite por outros alimentos, e é necessário atenção às embalagens dos produtos para verificar os componentes. No entanto, ainda existem alternativas, e nem sempre é preciso remover o leite da alimentação.
A intolerância à lactose é a impossibilidade de produzir a enzima lactase –  responsável pela digestão do principal açúcar do leite – em quantidade necessária. Apesar de não ser considerada uma doença, é importante controlá-la, pois o bebê que apresentar quadros de intolerância à lactose terá diarreias, dores abdominais e mal-estar constante.
“Caso seja necessária a eliminação dos derivados do leite da alimentação, é preciso garantir a compensação do cálcio” é o que afirma a Dra. Elza Mello, médica nutróloga associada à ABRAN, Associação Brasileira de Nutrologia. “Há casos, como na pediatria, que o leite é a única fonte de cálcio. Dessa forma, o médico indicará fórmulas de leite sem lactose ou mesmo de soja”, completa a nutróloga.

Tipos de intolerância à lactose:
1) Deficiência congênita ou primária: ocorre quando bebês nascem sem a capacidade de produzir a enzima lactase.

2) Deficiência secundária: depois de contrair alguma gastroenterite, acontece uma alteração na produção da enzima. A intolerância dura algumas semanas apenas.

3) Deficiência do tipo adulto ou ontogenética: trata-se da redução da produção de enzimas e é o tipo mais comum e afeta a maior parte das pessoas. Naturalmente, o corpo passa a produzir menos lactase.

Como descobrir se o bebê tem intolerância à lactose ou alergia
É raro que o bebê já nasça intolerante à lactose. Caso isso aconteça, ele não conseguirá digerir nem o leite materno e nem fórmulas artificiais à base de leite de vaca.
Mas se o caso for a contração de uma gastroenterite, como viroses, que ocasionam muitas vezes diarreia, ele pode apresentar sintomas de intolerância à lactose que não perduraram mais que semanas. “A intolerância, neste caso, será sempre resolvida depois da cura da doença primária que a originou. A intolerância só será para sempre quando for do tipo adulto, mas com graus diferentes de aceitação de lactose”, relata a médica nutróloga Elza Mello.
Caso haja sintomas como problemas respiratórios, vômitos e inchaço nos olhos e lábios, é possível que o bebê tenha alergia ao leite.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dra Ivana

Drª Ivana Fernandes de Souza

Ginecologista 
CRM 5933 / RQE 3717

  •  Especialista em Ginecologia pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia
  • Pós graduada em Medicina do Adolescente pela Faculdade de Ciências
    Médicas de Minas Gerais
  • Fellow em Ginecologia da Infância e Adolescência pela Federação Internacional da especialidade (FIGIJ)
  •  Professora do Curso de Medicina da Universidade do Sul de Santa Catarina.
Dra Ivana

Drª Ivana Fernandes de Souza

  •  Especialista em Ginecologia pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia
  • Pós graduada em Medicina do Adolescente pela Faculdade de Ciências
    Médicas de Minas Gerais
  • Fellow em Ginecologia da Infância e Adolescência pela Federação Internacional da especialidade (FIGIJ)
  •  Professora do Curso de Medicina da Universidade do Sul de Santa Catarina.

Drª Caren Leivas Pozzer

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.pulvinar dapibus leo.Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo