Faça sua pesquisa:

Diabetes descompensado: sintomas e como controlar

+

Receber o diagnóstico de diabetes é sempre uma notícia que desperta um alerta. Mas, ao contrário do que se imagina, os cuidados para evitar o diabetes descompensado são práticas comuns, que facilmente entram na rotina.

Neste artigo, vamos falar sobre como é possível controlar o diabetes, esclarecer os riscos de conviver com a glicose descompensada e mostrar o que é preciso para manter a qualidade de vida e levar um dia a dia perfeitamente normal, convivendo com esse distúrbio. Siga conosco para saber tudo isso e muito mais!

O que é diabetes descompensado?

Para falar sobre o diabetes descompensado, é preciso esclarecer alguns pontos iniciais. O primeiro deles é a definição dessa doença, que ainda é cercada por dúvidas e informações por vezes desencontradas.

O diabetes é uma doença crônica, caracterizada pela deficiência do organismo na produção da insulina. Por isso, dependendo do tipo de diabetes, pode haver pouca ou nenhuma síntese desse hormônio responsável pela regulação dos níveis de glicose no sangue.

Quando falamos em diabetes descompensado, como a própria expressão sugere, estamos tratando de um caso em que os níveis de insulina e glicose no organismo estão diferentes do necessário para o funcionamento do metabolismo em geral. Normalmente, estes valores acusam um alto teor de açúcar na corrente sanguínea, a chamada hiperglicemia.

Quais valores determinam o diabetes descompensado?

O diabetes, como falamos, é caracterizada pela quantidade insuficiente de insulina para estimular as células a absorverem a glicose que circula na corrente sanguínea. Assim, é possível dizer que uma pessoa está com o diabetes descompensado quando os níveis de glicose no sangue estão muito altos.

Em geral, o monitoramento varia de pessoa para pessoa e pode ser necessário repetir o exame (aquele da picadinha no dedo) até seis vezes ao longo do dia para controlar o diabetes. O que não varia são os níveis ideais que se espera encontrar em cada medição, que deve ser menor do que 90 mg/dl, em jejum.

Quais são os sintomas do diabetes descompensado?

Os sinais de que é preciso mais atenção para controlar o diabetes são basicamente os mesmos que levam o paciente a procurar um endocrinologista, antes do diagnóstico da doença. Em geral, é comum haver:

  • aumento da sede;
  • vontade frequente de urinar;
  • infecções urinárias recorrentes;
  • sonolência e cansaço;
  • visão turva ou embaçada;
  • formigamento nos pés e mãos;
  • excesso de apetite e
  • perda de peso.

Parece contraditório ocorrer a perda de peso ao mesmo tempo em que há excesso de glicose no sangue. Mas essa é justamente a resposta: o açúcar fica no sangue e não migra para as células. Desta forma, o organismo é obrigado a encontrar outras reservas de energia para se manter em funcionamento. É assim que ocorre o emagrecimento, nestes casos.

Quais as consequências do diabetes descompensado?

Além do emagrecimento nada saudável, como acabamos de explicar, outras consequências podem estar associadas à dificuldade de controlar o diabetes. As principais delas estão ligadas às doenças cardiovasculares, especialmente pelos danos que o excesso de açúcar pode causar aos vasos sanguíneos.

Além disso, o diabetes descompensado é um dos principais fatores que desencadeiam complicações sérias como:

  • a perda da visão;
  • a amputação de membros e
  • a insuficiência de órgãos, como os rins.

Quais alimentos podem dificultar o controle do diabetes?

Ainda que cada caso seja muito particular — e dependa da avaliação de um endocrinologista — há uma lista de alimentos que são permitidos. Já outros devem ser evitados para controlar o diabetes. Para exemplificar, criamos a tabela abaixo:

Pode consumirCom moderaçãoMelhor evitar
CereaisFeijão, lentilha, grão de bico e milhoArroz integral, pão integral, batata, abóbora, mandiocaArroz branco, purê de batata,  massas refinadas, pão francês, bolachas
FrutasMaçã, pera, laranja, pêssego, frutas vermelhosKiwi, melão, mamão, pinha, uvas e uva passaFrutas em calda e geleia com açúcar
VegetaisVerduras e legumes em geralBeterraba
CarnesMagras, como  frango, peru e peixeCarnes vermelhasEmbutidos
AdoçantesEstéviaOutros adoçantesAçúcar, mel, açúcar mascavo
GordurasSementes e oleaginosasAzeite de oliva e óleo de cocoFrituras, manteiga, margarina e banha de porco
Leite e derivados    Leite e iogurte desnatado, queijo brancoIogurtes e leites integrais, queijos amarelos, leite condensado, creme de leite e requeijão
BebidasÁgua, café e chá sem açúcarSucos de fruta natural sem açúcarSucos industrializados,  refrigerantes e bebidas alcoólicas

Como controlar o diabetes descompensado?

Sendo assim, a melhor forma de controlar o diabetes é mantendo a supervisão do seu médico e seguindo as recomendações necessárias para seu caso. Acima de tudo, elas se baseiam em inserir atividades físicas na rotina e rever os hábitos alimentares. Nesse sentido, você pode contar com a ajuda de uma nutricionista para encontrar uma dieta mais prazerosa e igualmente saudável.

Se tiver qualquer sinal que possa indicar o diabetes descompensado ou qualquer outra disfunção hormonal, não demora a buscar atendimento médico. Aqui na Clinifemina, nossa equipe de especialistas vai encontrar os melhores tratamentos para que você equilibre uma vida mais saudável e feliz.

Aproveite que já está aqui no nosso site e agende sua consulta com um de nossos endocrinologistas. Estamos esperando por você!

Publicado por:
Desde 1999, a Clinifemina conta com diversas especialidades para cuidar integralmente da saúde dos seus pacientes.
Share

Posts relacionados

+