Faça sua pesquisa:

Endocrinologista trata diabetes e disfunções hormonais

+

Muitas pessoas sabem que essa especialidade existe, mas nem todos conhecem a fundo a atuação de um endocrinologista e como ele pode ajudar a manter a sua saúde em equilíbrio. Isso porque ele é o mais capacitado para diagnosticar e tratar problemas com a nossa produção hormonal.

Quer saber mais sobre o médico endocrinologista? Neste artigo, contamos sobre como ele trata o diabetes e outras disfunções hormonais e falamos sobre alguns sinais de que pode ser hora de procurar por este especialista.

Qual é a atuação do endocrinologista?

O endocrinologista é o médico que atua na prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças ou distúrbios do sistema endócrino. Isso significa que ele é o responsável por acompanhar o bom funcionamento da produção hormonal pelo organismo.

Assim, sempre que houver desconfiança da presença de alguma disfunção hormonal, é este especialista que você deve procurar. 

O que são disfunções hormonais?

Sabia que o diabetes é uma disfunção hormonal? Isso mesmo. Ela ocorre quando existe irregularidade na produção da insulina — que nada mais é do que um hormônio. As disfunções hormonais são falhas na produção ou distribuição de um ou mais hormônios no organismo. 

Muitos órgãos e muitas funções do nosso organismo são controladas pela ação destes compostos. Desta forma, a disfunção hormonal pode tanto gerar alguma falha metabólica quanto uma doença crônica. As principais delas são:

Diabetes

Essa doença crônica se manifesta quando o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina –  hormônio responsável por regular os níveis de glicose no sangue. Ao longo dos anos, ela pode causar danos nos vasos sanguíneos e em diversos órgãos.

O diabetes não tem cura — salvo no caso de diabetes gestacional — mas pode ser tratado. Para saber mais sobre este assunto, você pode ler o artigo que publicamos sobre os tipos de diabetes e como é o tratamento e onde encontrar os melhores especialistas de Florianópolis.

Hipotireoidismo e hipertireoidismo

As duas doenças estão relacionadas a problemas na produção hormonal pela tireoide. A glândula produz o T3 e T4, hormônios que agem em praticamente todas as funções orgânicas, desde a frequência cardíaca e transmissões cerebrais até o controle do consumo de energia.

Elas decorrem do excesso ou falta de atividade da tireóide. Neste sentido, podemos dizer que:

  • Hipertireoidismo – alta atividade da tireóide. Resulta em níveis elevados de hormônios tireoidianos e acelera as funções vitais do corpo.
  • Hipotireoidismo – baixa atividade da tireóide. Leva à produção inadequada dos hormônios e redução das funções vitais. 

Baixa estatura em crianças

Condição diretamente relacionada à deficiência na produção do chamado hormônio do crescimento, que é produzido pela hipófise. 

A falta deste hormônio prejudica o desenvolvimento normal de crianças e adolescentes, que costumam apresentar estatura muito inferior à média para a idade. 

Distúrbios do sistema reprodutivo

Os distúrbios da menstruação, a síndrome dos ovários policísticos e até mesmo a menopausa tem origem em alguma disfunção hormonal. A deficiência ou o descontrole da produção de hormônios podem ser prejudiciais à saúde, se não diagnosticadas a tempo.

No caso dos homens, a andropausa ocorre em consequência da queda na produção de testosterona. Com a diminuição do chamado “hormônio masculino”, é comum a diminuição do desejo sexual, disfunção erétil, diminuição da força e da massa muscular e insônia.

Como é feito o diagnóstico de disfunções hormonais?

Uma das responsabilidades do endocrinologista é diagnosticar disfunções hormonais. Normalmente, isso é feito em duas etapas:

  1. Avaliação clínica dos sintomas.
  2. Sondagem por meio de exames laboratoriais.

Um médico de outra especialidade pode desconfiar da existência de alteração hormonal e encaminhar o paciente para o endocrinologista. Neste sentido, o diagnóstico pode começar na sua consulta com o ginecologista ou em uma visita de rotina ao urologista.

Quais os sinais de que é hora de procurar um endocrinologista?

Como dissemos, o bom funcionamento do organismo de maneira geral depende da ação dos hormônios e de um estilo de vida saudável. Assim, como cada distúrbio pode manifestar sintomas diversos em órgãos e situações distintas, é praticamente impossível destacar todos os sinais de alerta.

Nossa recomendação, entretanto, é para que você esteja sempre atento a sensações diferentes, como dores, ganhos ou perdas abruptas de peso, mudanças no seu humor ou disposição.

De que forma o endocrinologista trata as disfunções hormonais?

De modo geral, o tratamento com um endocrinologista se baseia na reposição dos hormônios em deficiência. Mas isso varia também conforme as causas levantadas para disfunção hormonal. 

Por essa razão, nada substitui a atuação de um profissional qualificado para direcionar o tratamento e manter os níveis hormonais em equilíbrio. Se estiver na região de Florianópolis, você pode conversar com nossa equipe de especialistas sobre este assunto. 

Agende sua consulta aqui mesmo pelo site ou, se preferir, entre em contato conosco por telefone. Estamos à sua espera! 

Publicado por:
Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit elementum vel risus eu placeratuis molestie vitae quam quis commodo.
Share

Posts relacionados

+